5 de mar de 2012

Trekking nos Kalungas

No último carnaval, o  Rochael e o Ivam, participantes do grupo de caminhada, realizaram um trekking de mais de 90km na região dos Kalungas, a norte da cidade de Cavalcante-GO.

 Vejam o relato no site do Rochael clicando aqui:

1 de mar de 2012

Trekking ao Pico do Itambé - Topo do Sertão Mineiro

Trekking de travessia entre a Vila Capivari e Santo Antônio do Itambé.

Participaram: Aldem, Andrea, Danielle, Fabio, João, Marcondes, Renato, Teófilo, Ticiana

Com 2044 metros de altitude, O Pico do Itambé, também conhecido como "Teto do Sertão Mineiro",  é o ponto culminante da Serra do Espinhaço e está protegido por um Parque Estadual de Minas Gerais. Este Parque foi o destino de uma visita do Grupo de Caminhadas de Brasilia no Carnaval  de 2012 (19 a 21 de fevereiro).

   Foto 1: Vista do Pico do Itambé
O grupo saiu de Brasilia em três levas diferentes: um carro na sexta de manhã, um carro e uma moto na sexta à tarde e uma moto mais à noitinha. O ponto de encontro foi o pequeno e pitoresco povoado de Capivari, que fica no sopé do Pico. 

Atendendo ao costume local, nos distribuímos para dormir nas casas dos moradores, que buscam na hospedagem de turistas uma complementação de renda. Fomos muito bem recebidos no autentico estilo da hospitalidade mineira, com direito a muitas horas de boa prosa. Ficamos muito felizes de reencotrar o Salvador, que haviamos conhecido (Fabio e Andrea) em nossa primeira visita ao Itambé, 10 anos atrás.

   Foto 2:  Receptivo familar da Neném - ótima comida!


Na manhã do dia seguinte, iniciamos a caminhada. O objetivo do "trekking" foi  subir o Pico do Itambé pela trilha de Capivari, dormir em seu topo e continuar pela trilha que desce para Santo Antônio do Itambé, retornando para Capivari pela trilha dos tropeiros, que passa ao sul da montanha. A caminhada iniciou-se de forma bem tranquila, por estradinhas de terra seguindo em direção à serra. Logo estávamos na trilha, subindo os vários platôs para vencer os quase 900 metros de desnível entre a base e o topo do Itambé.  A vista começava a se ampliar, permitindo contemplar as outras serras ao redor.


    Foto 3: Paisagem vista da subida ao Pico do Itambé

O trecho final até o cume foi árduo, com vários trechos de escalaminhada, exigindo bastante atenção e disposição de todos.

   Foto 4:  Trechos finais da subida.
Ao chegar ao topo, o grupo foi  "presenteado" com  um manto de névoa que obstruiu qualquer possibilidade de vista, seja do céu, seja das paisagens abaixo. Mas isso não tirou a animação de ninguém, principalmente de uma valente roda de prosa que esticou o papo até bem tarde, apesar do vento, da neblina e do friozinho de 15 graus celsius.

O outro dia ainda amanheceu dentro da nuvem.  Então desarmamos o acampamento, chegamos ao cume para tirar fotos do grupo e de uma construção  que está em ruínas, apesar de abrigar uma repetidora de telefonia celular. Seria um ótimo local para um abrigo de montanha....

   Foto 5: Grupo no cume do Pico do Itambé - da esquerda para direita: Fabio, Andrea, Renato, Marcondes, Danielle, João, Ticiana, Aldem e Teófilo

A trilha de descida, ao contrário da do dia anterior, estava muito bem marcada e era de relevo muiiiito mais suave. Portanto, a caminhada foi bem tranquila  montanha abaixo.  Em algumas horas, chegamos à estradinha de terra que nos levou de volta a  Santo Antônio do Itambé e a "civilização", com uma parada para um belo banho na cachoeira do Neném.  Acabamos, por motivos vários, não realizando o retorno para Capivari pela trilha dos Tropeiros. Ou seja, temos um bom motivo para voltar a trilhar novamente por estas terras altas de Minas....

Vejam  as fotos do Aldem aqui.

OBS: Solicite informações ao IEF Minas antes de qualquer atividade no Parque Estadual do Pico do Itambé, ou qualquer outro parque estadual mineiro. Atividades de travessia como a relatada nesta postagem necessitam de autorização prévia.